Criogênico Stambul

The Criogênico Stambul is a self-deterministic movement.

Abordagem Laxativa 3ª Edição

Lucas M. & Cubano

Disassembled. foto: marcelo brückman.

Disassembled. foto: marcelo brückman.

Corner #1. foto: marcelo brückman.

Corner #2. foto: marcelo brückman.

Daltonismo. texto: fabio godoh. foto: marcelo brückman.

La Escuela. foto: marcelo brückman.

Onde as Coisas Cruéis Vivem

Pedro Soares. foto: pedro soares.

Bozo Caravantes. foto: pedro soares.

Carlos Ferreira e Fabiano Gummo. foto: aline mota.

Fabio Godoh, Fabiano Gummo e Lucas Moreira. foto: laura pujol.

CAOS

Lançamento da revista CAOS nº1, de Carlos Ferreira. Na HQMIX Livraria.

Um pós-ilustrador daltônico

Mesmo quando o mundo desmorona, existe um artista que permanece no centro, que se torna mais solidamente fixado e ancorado, mais centrífugo, à medida que se acelera o processo de dissolução geral da realidade. (E esse artista, caros humanos, chama-se Fabiano Gummo.)

Pois bem, estou agora numa galeria de arte em São Leopoldo... (Cercado pelos coelhos radioativos de Gummo, lembro-me de uma frase que costumava ouvir de seus olhos enquanto caminhávamos sem rumo pelas alamedas obscuras do Fracasso: "Só os que são capazes de admitir a luz em suas entranhas podem traduzir o que há de cor no coração".)
No limiar deste grande salão, cujas paredes agora estão em chamas, paro por um momento na tentativa de me recuperar do choque que experimentamos quando o habitual cinzento do mundo é rasgado pela cor lúcida da Revelação: em pé, na fronteira do mundo, volto então a experimentar a mesma força que permitiu a Basquiat deformar tanto o quadro da vida, que o próprio nexo dos sonhos acabou rompido, espirrando suas tripas num grande jorro esquizofrênico em face do Absoluto.
(Com a coragem de sacrificar a linha harmoniosa a fim de captar o ritmo e o murmúrio do sangue, Fabiano Gummo foi capaz de perceber a estabilidade física do invisível, para então anunciar suas descobertas com o pigmento metafísico do espaço.)
Ainda estou em São Leopoldo, embora meus pés estejam no Absoluto. Saio para fumar um cigarro, e penso que Fabiano Gummo é música saindo como fogo da cromosfera oculta da dor... Enquanto isso, lá dentro, no salão lotado, Gummo navega entre tomos e mais tomos de átomos adulterados, aplicando, sem piedade, sob a luz adúltera das estrelas estranguladas, sua radioterapia cega de criança no coração doente de um Deus corrupto e covarde.
[texto de Fabio Godoh, publicado originalmente
no blog Chimia Geral, dezembro/2008]

O Mundo Acaba Hoje.

cambodja2.jpg
Xeque-Mate

"Estou com uma grande expectativa sobre amanhã à noite. Sexta, 12 de dezembro, em São Leopoldo um Aleph vai abrir uma passagem para o surreal mundo de Fabiano Gummo. A luz dos seus desenhos vai assombrar as nossas mentes com uma espectral cor desconhecida, eu sei que muitos que estarão lá não vão voltar.
Vou atravessar o crepúsculo em um fusca guiado por Rodrigo Rosa e seu co-piloto Sica, ou Pax. Sinceramente eu não sei bem como isso vai suceder, mas vamos sangrar a interzona industrial Cronenberg que interliga a terra das risadas para ver uma película de horror feita pelo menino Lucas. Mas quem é Lucas? Eu não faço a mínima idéia. Eu suspeito que é a encarnação paranormal da mente doentia do gringo Gummo, el gringo májico del horror.
Talvez eu não vá, mas vou.
Quem é da opinião que a realidade é uma utopia conspirada pelos frangos da Avipal deve realmente não deixar de ir. Por que amanhã o mundo vai acabar."

[texto de Carlos Ferreira, publicado originalmente
no blog Quadrinhos Criticados, dezembro/2008]

Put the Whole Hand In

Put the Whole Hand In. Assemblage. 2008

Quando foi amanhã e além dessa hora

Quando foi amanhã e além dessa hora*. Mixed Media. 2008.
::
*A title suggested by Armani, M.

COMBO

:: Abordagem Laxativa :: 3ª Edição :: Ampliada!

combocartaz_430pix.jpg

Abstracturdity

Abstracturdity. Assemblage. 2008

estocásticas







Deterministic Quantum Teleportation

Deterministic Quantum Teleportation. Mix technique on paper. 2008.

Introduction to Black Pillow

Introduction to Black Pillow. Mix technique on timetable. 2008.

Main Hall

Main Hall. Acrilic on canvas. 2008.

The MicMac The

The MicMac The. Watercolor. 2008.

Atomic Lithium

Figure 4.6
People rarely make sexual decisions in isolated shelter.

Le loup-garou

Figure 4.5
L’esprit démoniaque
.

O Deserege

Originalmente fecundada no Traço Todas 04. Gibi Bar. Janeiro de 2008.

Nota 1: No início da década de 90 jogávamos basquete no Parque Eduardo Gomes. Dentre os que jogavam havia o Dhalsim. Ele estudava na mesma escola que a nossa e era meio lento. Admito que o pessoal fazia um bullying com o cara.
Nota 2: Algum tempo atrás, eu e o CS estávamos tomando um goró num posto de gasolina. O Dhalsim tava por ali, mas ele tava diferente. Ele tinha caído fora desse plano psíquico, tinha virado um indigente.
Nota 3: O Deserege é pra não esquecer das coisas que ele nos contou naquela noite.

Love Shack

nanquim & photoshop

Dorva #03

Dorva Mug Shot. Back. Lateral. Front.
Original e futuramente publicada no Matedrive.

FuCa Comics + Sanglant + Infinitivo

Posters 1 & 2.
Produzidos para o filme "onde as coisas cruéis vivem", de Lucas Moreira.
55x80cm. impressão digital. presentation 150g.

Onde as Coisas Cruéis Vivem

O trailer do próximo longa-metragem da Sanglant Filmes foi divulgado em primeira mão para aproximadamente 90 pessoas , no I CINE EVIL MATINÉE, na noite do dia 23 de agosto em São Leopoldo. O filme conta o trauma de uma garota, que após ver todos seus amigos mortos em uma festa e ser a única sobrevivente, vive aterrorizada temendo o retorno do assassino. A produção, prevista para dezembro, está em fase final de gravações.



Produtora Infinitivo, Sanglant Filmes & Makbo apresentam
:: Onde As Coisas Cruéis Vivem ::
Direção Lucas Moreira
Produção Wender Zanon, Genésio Monteiro e Rodrigo Pedroso
Produção executiva
Wilsom Cardoso
Arte
Fabiano Gummo
Roteiro
Jonathan Müller
Estrelando Aline Pormann,Lucas Scherer de Souza Nunes e Betânia Ross Mueller
Colaboração Petter Baiestorf e Gurcius Gewdner

Estocáustica #01

HQ originalmente publicada no portal de entretenimento Matedrive. Agosto de 2008.

Dorva #02

HQ originalmente publicada no portal de entretenimento Matedrive. Agosto de 2008.

O Escritor

"O Escritor", nanquim, A4. 2008
(exposição :: fraudes visuais)

FRAUDE

Quando Marcelo Lima me convidou pra participar da exposição "Fraudes Visuais" eu pensei, "2 + 2 = 5", e topei na hora! Segue abaixo o release da expo. Cabe lembrar que a temática gira em torno do logo da revista A Fraude.



Exposição “Fraudes Visuais”

Acontece nas manhãs de 11 a 15 de agosto a Exposição Fraudes Visuais, no pátio externo da Faculdade de Comunicação da UFBa.

A Revista Fraude possui tradição em plágios e cópias nos seus cinco números já lançados. Em auto-celebração, a equipe da revista decidiu oferecer a cabeça da Macaquicha, mascote da publicação, à prêmio. Para isso, artistas gráfico-visuais foram convidados para elaborarem plágios artísticos com o tema "fraude" e com a presença do rosto da Macaquicha nas obras, de forma discreta ou não. É necessário lembrar que a premiação era apenas um engodo para que os artistas trabalhassem melhor.

A Revista Fraude é anual e traz matérias sobre cultura e arte. O periódico é produzido pelo PETCOM – Programa de Educação Tutorial da Faculdade de Comunicação da UFBa. O PETCOM é formado por doze bolsistas participantes do Programa de Educação Tutorial do MEC, voltado para o desenvolvimento da tripartite acadêmica Ensino, Pesquisa e Extensão em seus participantes e na Universidade onde cursam.

A exposição integra atividades da Semana dos Calouros da FaCom – UFBa.

O que? Exposição Fraudes Visuais
Onde? Pátio externo da Faculdade de Comunicação – UFBA – Campus de Ondina
Quando? De 11 a 15 de agosto.
Horário? Das 8h às 12h.
Quanto? Entrada franca.
Informações? petcom@ufba.br
Realização: PETCOM
Quem são os artistas envolvidos?
Serão oito artistas envolvidos, seguem:

Tulio Carapiá
Designer Gráfico graduado pela Escola de Belas Artes da UFBa, atualmente tem se dedicado ao projeto gráfico e arte para livros, livros infantis e revistas. Nas artes plásticas desenvolve pesquisa na arte da cópia, o que direcionou sua produção para a vasta área da gravura, indo das técnicas mais convencionais a infogravura.

Naara Nascimento
Naara Santos de Almeida Nascimento, estudante graduanda do curso de Desenho e Plástica (licenciatura) da Escola de Belas Artes- UFBA. Está em seu oitavo e último semestre. Trabalha com pintura, desenho e ilustração.

Fabiano Gummo
Fabiano Gummo é desenhista gaúcho fundador da Fuzzie Cannibal Comics, um selo independente de quadrinhos que há alguns anos vem botando na roda uma vasta produção de fanzines, minicomics e minigraphicnovels.

Toni D'Agostinho
Toni D'Agostinho é caricaturista, escritor, dramaturgo e diretor teatral, além de graduando de Sociologia e Política na Fesp-SP. Ilustra para diversas editoras e realiza apresentações ao vivo por todo o Brasil. Atualmente está finalizando seu primeiro livro de caricaturas: 50 razões para rir em nanquim. Exposição virtual:

Wilton Bernardo
Wilton Bernardo é Artista plástico, publicitario e cartunista. Desde que concluiu os estudos na Escola de Belas Artes da UFBA, tem se dedicado às criações publicitárias, ao Design e a sua Ação cultural Oficina HQ.

Eder Maximiano
Profissional paulista formado em Desenho Indutrial - habilitação em Projeto de Produto. Trabalha com ilustrações para revistas, quadrinhos, arte conceitual de personagens para games, projeto de produtos, modelagem e animação em 3D.

Laiz Fraga
Laiz Fraga, 20 anos, estudante do curso de filosofia (UFBA). Autora e ilustradora do fanzine de poesias Íntimo (e leve) sobressalto.

Andrea May
É artista visual que utiliza de multilinguagens, dentre os quais os meios digitais, para expressar suas ideais e imaginário. É conhecida pelos seus famosos toyarts.

self helpless

buzzoff

artzine

Dorva

Ghinzu

O que houve?
Não sei.
Como assim não sabe? O prédio tá pegando fogo. Eu moro aqui.
É?
É.
É.
Olha, eu preciso das minhas coisas.
Lamento, o prédio tá interditado.
Não acredito nisso.

Laxative Approach

The Foundry. 08 de abril. Londres/UK.
(detalhe nos "i's" no lado direito da foto... meus cumprimentos a Joõo Mognon)

Ao fundo: "Céus Vermelhos" & "The Brotherhood".

Hobo em Londres. 10 horas antes um lote, com 50 HOBOS, passava em Memphis, TN.

PS.: Muchas gracias a Fabio Godoh, Marcelo Noah, Mariana & Marcel Trindarra, Diego Kern Lopes, Carlos Soares, Diogo Fatturi, Ana Carolina R. B., à GRAFAR, ao Gibi Bar e principalmente, aos esforços de Carina Levitan e Ari Feijó, que tornaram a Abordagem Laxativa real.

sand land